Trauma da Repressão do Feminino – segundo Fanny Van Laere e Leonard Orr

Em tempos que se fala tanto de Empoderamento do Feminino, cura do feminino, feminino Sagrado, e que  se confunde isso com feminismo ou política;  esse texto da Fanny e Leonard Orr no manual de Renascedores é bem pertinente…

IMG_20180421_083323512

A maioria das pessoas teme seu lado mais sensível, suave e vulnerável. Elas reprimem qualidades femininas como a intuição, a sensibilidade, a vulnerabilidade, a gentileza, a escuta e a confiança porque têm medo de serem feridas de novo. Vivemos em um mundo no qual nos ensinam que, para sobreviver, precisamos ser fortes e que a vulnerabilidade é algo negativo ou perigoso, quando, na realidade, reconhecer a nossa vulnerabilidade abre as portas para uma força e uma autoestima maiores e nos faz mais humanos. A maioria das mulheres se subestima desde cedo e a maior parte dos homens acha difícil aceitar e expressar suas emoções. A relação entre a repressão interna de nosso lado feminino (tanto dos homens como das mulheres) e o estado atual de nossa sociedade ( como as pessoas de relacionam entre si e o impacto negativo que a nossa existência tem sobre o ambiente) é óbvia. Nos desconectamos de nossa parte mais humana e sensível e nos é, portanto, impossível criar relações baseadas na cooperação e no amor. nossa luta interna para silenciar nossa vulnerabilidade se projeta na forma em que vemos o mundo e na dinâmica das relações que criamos. Os meninos aprendem cedo, no ambiente familiar, a competir em vez de cooperar. As relações que temos estabelecido em nossa sociedade, sejam elas familiares, de negócios, sociais, religiosas ou com a psique das pessoas, são reflexo do domínio do “forte” sobre o “fraco”.

Como afirma Michael Sky:

“A dominação do forte sobre o fraco, do rico sobre o pobre, do amo sobre o escravo, do soldado sobre o pacifista, do industrial sobre o camponês e da humanidade sobre os animais, as plantas e o ecossistema”.

O Mundo está organizado, há milênios, segundo estruturas e formas de pensamento fundamentalmente masculinas, nas quais se superestima a tecnologia e a análise racional. Apesar de as mulheres usufruírem de mais liberdade desde os anos 70 e de muitos avanços terem sido feitos neste sentido, continuamos em uma era de supremacia política e social dos homens. Na mídia, as mulheres são comumente mostradas como objetos sexuais, e se ensina desde cedo as meninas que seu valor se baseia em sua aparência. Por outro lado, no setor público, os registros históricos tradicionais têm minimizado ou ignorado as contribuições femininas. A história das mulheres começou a ser resgatada somente nos últimos vinte anos.  vamos torcer para que  a divulgação da vida de mulheres que tiverem um papel importante na história motive suas companheiras – de hoje, de todas as idades- a terem mais confiança em si mesmas, para que possam trabalhar por mudanças positivas em nossa sociedade. É fácil perceber como os outros traumas humanos têm relação com a repressão do feminino: ao nos desconectar de nosso lado mais sensível, nos afastamos de nossa verdadeira natureza e da Fonte. Esta é raiz do desejo inconsciente de morte, porque, quando nos desconectamos da vida, nos tornamos autodestrutivos. aí também se encontra a raiz da mentira pessoal: nossa mente cria uma identidade falsa e separada ao não permitir que nossa intuição se mantenha em contato com nossa verdadeira natureza e com a Fonte.   além disso, hoje em dia, a maioria dos beb~es nasce em hospitais, onde a tecnologia é mais importante do que as verdadeiras necessidades da mãe e do filho. Michael Odent define esse fenômeno  como a supremacia do masculino no nascimento. Da mesma forma, a senilidade é um processo de cura de todos os traumas da infância gerados por falta de apoio e de amor.  Por sua vez, o trauma escolar e a síndromen da desaprovação parental surgem em consequência da falta de respeito pelas necessidades e pela criatividade da criança.

É difícil imaginar o que ocorreria se alcançássemos o equilíbrio entre nosso lado feminino e masculino. Provavelmente, viveríamos em um mundo povoado exclusivamente por pessoas amorosas, poderosas e bondosas. Criaríamos o paraíso na Terra.

É interessante observar  que os historiadores relatam que o patriarcado começou entre 6.000 e 5.000 anos atras e que, no Gênesis, a  expectativa de vida se reduziu de 1.000 anos (Adão e Noé viveram mais de 900 anos) para 120 anos no tempo de Noé. No Shiva Purana, uma das escrituras sagradas da Índia, também se relata que, há milhares de anos, todo o mundo sabia que a morte era opcional e as pessoas viviam milhares de anos. No entanto, os demônios começaram a matar pessoas e a morte se tornou popular.

Afirmações de cura do Feminino em homens e mulheres:
Quanto mais vulnerável eu, (coloque aqui seu nome) sou, mais forte eu sou.
Eu (coloque aqui seu nome) observo e aceito minhas emoções.
Eu, (coloque aqui seu nome) amo a mim mesmo(a) com todas as minhas emoções
Eu, (coloque aqui seu nome) estou atenta(o) aos sinais da vida.
Agora (coloque aqui seu nome) escolho as relações de cooperação em vez de relações de dominação-submissão
Eu, (coloque aqui seu nome) não me identifico mais com mais com estereótipos sociais. Sou Livre
Eu (coloque aqui seu nome) posso realizar as atividades que me agradam, independente de serem consideradas socialmente atividades masculinas ou femininas
Eu (coloque aqui seu nome) não espero que as mulheres e os homens de meu convívio se encaixem nos estereótipos sociais
Eu (coloque aqui seu nome) já não preciso me encaixar em nenhum estereótipo para me sentir amado(a) ou para sentir que mereço ser amado(a)
Eu (coloque aqui seu nome) valorizo as qualidades masculinas tanto nas mulheres quanto nos homens
Eu (coloque aqui seu nome) valorizo as qualidades femininas tanto nos homens quanto nas mulheres.
Para Mim (coloque aqui seu nome) os homens e as mulheres são igualmente Divinos
Para Mim (coloque aqui seu nome) minha verdadeira natureza homem/mulher é absolutamente perfeita e inocente.

Escolha uma das afirmações que mais te tocar o coração e repita várias vezes ao dia em voz alta e em pensamento para você mesmo(a).

Crie o Paraíso na Terra
Seja o paraíso na Terra
Eu Sou o Paraíso na Terra
Jay
Como Amor Lenshari <3

 

O que acontece quando uma mulher decide despir-se dos cabelos?

Dizem por aí que quando uma mulher mexe nos cabelos é porque lá vem uma grande transformação e que essa transformação é do tamanho da mudança no visual.

WhatsApp Image 2018-06-13 at 12.31.15

Se isso é verdade ou não eu já não sei mensurar. Sempre amei mudar meus cabelos, e  estava a muitos anos que com eles compridos. Me sinto entrando numa nova fase e chegou a hora de atender ao  chamado da Alma. Tomei a decisão de raspar  meus cabelos, por questões totalmente espirituais, a muito tempo sentia vontade de fazer isso,  e aconteceu numa linda cerimônia Budista, realizada por uma Lama muito amado que conheci em  minha tribo Condor Blanco.

Desde então venho me deparando com muitas percepções sobre mim mesma através de meu olhar e sentimentos e também através do olhar das outras pessoas  a meu respeito.

Encontrei um texto muito interessante sobre a linguagem corporal e os cabelos femininos (clique aqui para acessar), ao ler esse texto  pude entender um pouco de como venho me sentindo desde que raspei minhas madeixas, pois realmente tenho me sentido mais liberta da necessidade de agradar,  livre de máscaras, independente do julgamento das pessoas, que são muitos… Cada um tem um olhar e uma reação, alguns óbvios outros nem tanto!

O texto diz que rapar os cabelos era considerada uma punição as mulheres na idade média, além disso elas eram expostas em praça pública para xingamentos. Isso porque os cabelos eram e  ainda são considerados um simbolo da feminilidade, e sensualidade da mulher, e priva-las desse poder era uma alta punição.

“Nossa, está em tratamento? ahh que dó teus cabelos eram tão bonitos! Vai passar frio! Meu Deus cadê teu cabelo? Quanta coragem! Te honro por tua coragem! Te admiro! Um dia chego lá! ….silencio…. Estou chocada, desculpa não esperava!  Nossa me emocionei! Você está Iluminada! Parece uma Monja! outra…nossa eu já te admirava, agora mais ainda”

E a mais inusitada e engraçada de todas óbvio que só poderia vir de minha irmã:

“Naninha (meu apelido de infância) você pegou piolho?”

Essa ultima tem sido minha resposta aos que me perguntam onde estão meus cabelos…kkkkkk

careca

Todas essas afirmações e reações são espelhamentos de minha própria mente julgadora, e sou muito grata a cada comentário, que me possibilita a auto-observação. Me sinto liberando bloqueios e medos de desaprovação, criticas, etc. Pois não há como correr, não há o que fazer senão mostrar a cara limpa e admitir essa sou eu, não há a fuga da mão no cabelo, ou aquela virada de cabeça mexendo nos cabelos para distrair enquanto pensa na melhor resposta. Me dei conta do tamanho da identificação que eu tinha com minha aparência. Lembrando da lei da impermanência, tudo muda o tempo todo, e a identificação com a autoimagem é uma das  grandes ignorâncias do Ego e fonte de muito sofrimento, pois sou muito mais que minha aparência, e meus cabelos.

Sinto aflorar a criança  espontânea, genuína, leve e alegre, de riso solto;  Sentir isso tudo é libertador, e estou de verdade muito feliz!

“Meu pai sempre dizia: “Não estou aqui pra bonito, nem pra agradar a ninguém.”

Complemento sua frase dizendo: “Eu Lenshari não estou aqui pra bonito, nem pra agradar a ninguém, estou aqui para simplesmente Ser quem Sou!”

Mudanças irão dar-lhe vitalidade. Mais vivacidade, alegria, energia” ( Osho)

lama

Muita Gratidão pelas bençãos recebidas a Drupon Lama Dorge, esse momento é um instante além do tempo gravado em minha memória pra sempre!

Gratidão a todos meus amigos e familiares pela compreensão e viva as mudanças, em especial a minha amiga amada Fernanda Ranshira pela oportunidade.

Lenshari <3

Novos e Velhos Tempos…

Nos velhos tempos

Elas romperam com as barreiras do medo

Medo interno e coletivo

Aceitaram enfrentar os desafios

Saíram da zona de conforto

Ousaram criar novas alternativas

Se apoiaram emocional e até fisicamente

Ouviram o chamado e foram ao  grande encontro…

 

No início observação em reconhecimento

No início como boas felinas-lobas-selvagens orelhas em pé, olfato aguçado, cheiro e olhares

No início tímidas é preciso se  chacoalhar retirando a poeira e o cansaço da estrada

Uma das Lobas com ares de Sacerdotisa faz a Recepção…

Pensamentos mútuos: Nossa! Parece que voltei ao lar depois de uma longa viagem

 

Vamos cantar e dançar !! A Grande Loba Mãe propõe

Hummm essa musica é tão familiar… e os olhares se cruzam durante a dança e sem palavras todas se relembram dos tempos antigos, da intimidade, das gargalhadas e das lágrimas, da cumplicidade e dos segredos confessos umas as outras

Está feito…E parece tanto com algo familiar dos novos tempos!

misterio

No final haviam  felinas e lobas selvagens, hermanas cantantes,  dançarinas, curandeiras, xamãs, rezadeiras, terapeutas, sacerdotisas e magas que em tempos difíceis se reencontraram, e elas sempre o fazem. Juntas criam seu próprio mundo, se mostram por traz das camadas de pele, armaduras e  plumas,  se cheiram, se abraçam, se emocionam, e matam a saudade; trocam saberes, se fortalecem, e retornam ao mundo comum levando sua magia.

Assim é desde sempre com a Benção da Grande Loba Mãe com a certeza do próximo reeencontro

Assim foi em Curitiba início de junho de 2018

AHÁ

 

gineterapeutas

Turma linda da Formação de Focalizadoras e Facilitadoras em Gineterapia em Curitiba com nossa querida Mestra Monica Giraldez a qual todas nós gineterapeutas honramos e agradecemos por seu legado.

 

Masculino e Feminino Sagrado

Muito tem se falado do Sagrado Feminino, e acho ótimo esse despertar. Ainda vejo poucas falas sobre nossa integralidade, o quanto nós tanto mulheres como homens somos seres inteiros em nossa Criação, nossa essência.
Sinto que é importante trazermos a luz que o Sagrado Feminino nãos se aplica apenas as mulheres, embora seja importante espaços exclusivos para que nós mulheres tenhamos a liberdade de expor nossas questões pessoais sem o olhar masculino.
Sinto que é importante mencionar que homens e mulheres são a imagem e semelhança da Criação, e que esta não tem gênero, a Criação Divina simplesmente É!

relacionamento-sagrado-3

 

Homens podem ser fluidos, acolhedores e amorosos quando tem seu feminino desperto, mulheres podem ser decididas, realizadoras e protetoras quando estão com seu masculino desperto.
Uma mulher desperta e realizada  integrou ao menos uma parte de seu lado masculino, seu homem interno. Desenvolveu poder, autoestima e capacidade de decisão para que suas qualidades femininas possam florescer e não sejam inibidas.

Mulher Naturalmente é : Doce, compreensiva, compassiva e amorosa. Nutridora

“Amor sem poder não tem força e não pode chegar a sua plena expressão”

Um homem desperto e realizado integrou ao menso uma parte de seu lado feminino, sua mulher interna. Desenvolveu sua capacidade de entregar amor, sensibilidade, capacidade de escuta e compreensão para que suas verdadeiras qualidades masculinas possam brotar.

Homem Naturalmente é: Líder, decidido, ativo, valoroso. Protetor

“Um homem com capacidade de ação e decisão sem intuição e coração não está plenamente desenvolvido”

A força e o poder do masculino, embora sejam qualidades positivas, podem ser  destrutivos  quando não está acompanhado do Amor, paciência, compreensão e suavidade (qualidades do feminino).

Vivemos num mundo construído com base na valorização excessiva do masculino e repressão do feminino, onde precisamos desde muito cedo aprender a ser fortes e que vulnerabilidade é algo negativo ou perigoso. Sendo que na verdade  reconhecer e aceitar nossa vulnerabilidade abre as portas para manifestamos nossa maior força, o Amor.

Deixemos nossas meninas livres da obrigação de ser delicada, ela pode experimentar seu lado masculino e forte. Que elas possam viver aventuras, esportes divertidos e ousados como os meninos; que não sejam delas, apenas, a obrigação de ajudar nas tarefas da casa. Não presenteie suas meninas apenas com bonecas ou brinquedos ditos de meninas, dê a elas também jogos, carrinhos, etc.

Deixemos nossos meninos livres para experimentar sua integridade e se emocionar, brincar de bonecas, para brincar de cozinhar, abraçar um amigo, andar de mãos dadas sem a conotação sexual que está na mente traumatizada do adulto que sofreu quando criança e não pode ser livre.

Vivemos em novos tempos, se liberte você também.

Nova Fase

Entramos em nova fase no Espaço Terapêutico Sulis renascimento; e honrando essa nova fase oferecemos um novo ciclo de Seminários de Renascimento, tratando especificamente dos maiores traumas segundo Leonard Orr. Será um verdadeiro mergulho no Ser, no autoconhecimento e na liberação de nossas asas para voar mais alto.

Nessa nova fase também trazemos um Presente especialmente para as mulheres; trata-se do primeiro Workshop Despertar da Mulher Sábia, que acontecerá em quatro finais de semana uma vez ao mês. Iniciando em 24 de Março e seguirá até junho.

Começaremos na estação do outono, para em sinergia  com essa estação maravilhosa iniciarmos nossa jornada para nosso interior, liberando nossas folhas secas que não nos servem mais, e assim adentraremos liberando também traumas e memórias celulares que nos impedem de expandir e brilhar nossa luz ao mundo.

“Cada mulher traz consigo, queira ou não, nos planos genético, emocional, e espiritual o melhor e o pior de sua mãe, de sua avó e de suas gerações passadas. Dentro de cada mulher estão guardadas todas as mulheres que ela tenha sido em outras épocas, de que nem ela mesma se recorde. Uma mulher deve aprender a administrar todas as influencias ancestrais que, na maioria dos casos, controlam sua vida sem que ela se dê conta. Estas influencias podem ser determinantes na maneira de sentir, agir, reagir frente a situações e pessoas. Para que possam ser de fato donas de si mesmas e administrar bem os próprios atos, as mulheres precisarão se transformar, antes de mais nada, em grandes observadoras!” (texto extraído do livro, Os doze tipos de mulher, de Suryavan Solar)


Quais comportamentos que você apresenta que são comum as tuas ancestrais, você já observou?

Já se flagrou fazendo exatamente o que sua mãe faz ou fazia e que você muitas vezes não gostava?


👉 informações sobre o despertar >>>> http://bit.ly/2zQUfut

workshop-despertar-post

Resumo das Atividades do Ano de 2017

Há tanto a descrever que sinto que as imagens falam melhor que minhas palavras, neste caso.

Gratidão1

Ciclo de Seminários de Um Ano com um grupo coeso o ano todo, circulo de mulheres com a Benção do útero, Curso de Reiki, Meditações para a Lua…

Parceiros, amigos, conexões, trocas e tanto mais…

Imagine…

Imagine um velho passando pela frente de uma casinha muito simples, na janela da pequena casa surge a figura de um pequeno cão que em silencio observa o movimento do velho. O velho em passos desajeitados, se aproxima da janela segura as calças que pareciam querer cair, e pede para o cachorro:

– Cadê tua mamãe? Chama lá tua mamãe!
O cachorro que  parece entender,  em silencio olha para o lado, de onde surge uma figura pequenina com bochechas rosadas, cabelos pretos muito finos e meio encaracolados nas pontas, se segura na abertura da janela para poder se equilibrar de pé e diz:
– blauahsblablá e mais blablablask….blábláblá, apontando para os lados, como que contando algo importante.

– Ah,  eu também tô com fome, daqui a pouco farei uma comida….acho que farei um peixe para o almoço hoje!

-blábláblá…diz a pequenina apontando para os lábios rosados

-Ahh sim notei que está de batom, muito bonita essa cor pra você, combina com tua roupa…

E conversaram, conversam, e conversam… um diálogo perfeito falado em línguas diferentes e totalmente compreendido e captado pelos dois interlocutores.

Ao final do encontro se despedem com um aperto de mão.  A mão pequenina, delicada e macia da pessoa pequena é totalmente envolvida pela mão calejada, enrijecida e experiente do velho.

Ele se vira dá dois ou três passos,  mais um abano com a mão velha, sai a passos arrastados pela calçada; e aquela mão pequenina ficou ali abanando, abandando, ao som de muitos blablablás…olhos atentos e brilhantes enquanto o amigo se distanciava lentamente, agora sem mais olhar pra trás.

mão de vô1

E eu  ali fui  testemunha da beleza e maravilha, que o  coração puro, amoroso e disposto a se relacionar, pode criar! Agradeço por ter olhos para ver, e coração para sintonizar com essa cena simples, mas  que perfumou meu dia com aroma de  leveza, alegria,  aconchego e acolhimento.

Sem saber esses dois amigos me ensinaram o que pode acontecer quando na diferença nos fazemos iguais!

Gratidão <3

Lenshari

Sugestão:

Você vive porque respira ou respira porque vive?

?Lá vem a Lenshari falar novamente de respiração, rssss
Verdade, não me canso de repetir, e acho que é a frase típica de todo renascedor(a):
Respira!

Deu pânico? Respira!
Deu medo? Respira! Tá doendo? Respira também…Lembro até de minha filha mais nova, quando tinha uns 5 aninhos, brincando no parquinho e um amiguinho se machucava, ela repetia… lespila…lespila! Era fofa demais, e a mãe aqui ficava toda orgulhosa rsss

* “Se você quer mudanças em sua vida, mude sua forma de respirar!” Essa frase valiosa ouvi de Leonard Orr, criador do Renascimento, nos retiros.

Então, se chegamos nessa vida numa inspiração e saímos numa expiração, pensando que o tempo máximo que conseguimos ficar sem renovar esse elemento dentro de nosso organismo é de alguns poucos minutos, dizemos que nascemos numa inspiração e morremos numa expiração; dessa forma, com toda certeza podemos afirmar que a respiração tem importância máxima em nossa vida, não é mesmo?
bebe

 

Experimente parar um instante e perceber como você respira: continue respirando no seu normal e sinta quanto ar entra em seus pulmões, sinta o quanto ar cabe. Se sua respiração é longa, ou curta, se você respira trazendo o ar no peito ou se é mais abdominal, ou ambas as partes de seu corpo se movem ao respirar. Observe…
Depois observe se você respira profundamente com facilidade ou se precisa se esforçar para preencher a caixa torácica, isso fala do tanto de abundancia e prosperidade você sente merecedor de atrair em tua vida, e da crença de que a vida exige muito esforço.
Há pessoas que respiram bem pequeninho…quase imperceptível, geralmente essas sofrem de depressão, falta de motivação e baixa auto estima, tem dificuldade de se sentirem merecedoras. Há outras que respiram rápido como se o ar fosse acabar a qualquer momento, parecem um beija flor, essas podem sofrer de ansiedade, estresse, fadiga mental, insônia…
Sugiro também um post bem legal sobre a primeira respiração de um bebê:
http://www.criacionismo.com.br/…/a-primeira-respiracao-do-b…

Se você leu esse texto até o final, comente aqui como anda sua respiração, há varias dinâmicas simples que nos apoiam a melhorar a respiração (o velocímetro da vida Alma,  conforme Dra Eliane Mascara descreve em seu post com link abaixo), e consequentemente nossa maneira de viver.
http://www.luaama.com.br/artigos/4.html

Um Grande abraço, e ótima Respiração

Lenshari

Você conhece o Poder da Água no teu campo energético?

“Tomar Banho duas vezes ao dia é uma maravilhosa prática de purificação espiritual, que limpa e equilibra nosso corpo de energia, nosso corpo físico e nosso corpo emocional. É melhor tomar banho imediatamente após sair da cama e é valioso tomar banho antes de ir dormir.” Leonard Orr

água

Não é a toa que o uso de água  é tão comum em rituais das mais variadas culturas espirituais, ou religiões; no batismo por exemplo, onde simbolicamente a pessoa recebe a purificação através da água!
Pensando em purificação e contato com os elementos, sinto que perdemos muito por termos nos distanciado do fogo, e ganhamos muito com a água encanada em nossas casas. Para  povos que vivem alinhados com a natureza a água é considerada sagrada, um meio de conexão com a Mãe Divina.

Ainda segundo Leonard Orr, os iogues imortais com os quais ele conviveu na India e no Nepal, se banhavam todos os dias antes do nascer do Sol e antes do Sol se pôr, sendo que o ideal é o banho de imersão. Ele conta que num retiro que fez nos Himalaias, todos deviam se banhar na água do desgelo antes do Sol nascer  e antes do Sol se pôr; e que cada buscador precisa encontrar dentro de sua própria  experiência qual o objetivo dessa pratica, que já existe a milhares de anos.

Na minha prática diária venho percebendo alguns nuances sutis mais importantes na vivencia com o elemento água seja na ingestão ou nos diferentes tipos de banhos. Sabendo que cada pessoa pode ter resultados diferentes, pois somos únicos. Então é  importante que você se permita a experiência de colocar consciência e presença quando estiver em contato com a água, se observando e principalmente sentindo no coração os efeitos que esse elemento causa no seu Ser.

monte crista

Falando de minha experiência com a água, segue abaixo algumas possibilidades:

* Primeiro o contato direto com esse elemento que nos hidrata o corpo físico, facilita a vida,  e renova nossas águas emocionais;  ter consciência da água que tomo é algo que venho praticando desde muito tempo,  colocar uma intenção em cada copo de água, abençoar a água que  se toma é algo básico e simples que todos podemos fazer. Cuidar com a qualidade da água que bebemos também é algo simples e necessário, eu já tomei muita água mineral, hoje em minha casa temos um filtro de barro e todos temos o prazer de tomar água com sabor de água da fonte, pura e fresca.

* Outra forma é o banho quente de chuveiro, que para mim quando tomado com consciência e determinada intenção é altamente curador, relaxante e purificador. Gosto de finalizar meu banho com uma ducha rápida de água fria com a intenção de ampliar minha conexão com a Mãe Divina e também de fechar meus centros de força! É um momento de oração, e devoção.

* já o banho frio gosto muito de tomar no início do dia, me traz elevado nível de energia, acende meu calor interno, sinto que me conecta diretamente com minha devoção e espiritualidade e me faz sentir proteção Divina durante todo o dia e mais intuitiva. Essa é a minha prática cotidiana, como preparação antes e depois de meu trabalho no consultório terapêutico.

* Sempre que posso estar num rio, cachoeira ou mar não perco a oportunidade de me banhar, mesmo que esteja frio; pois o poder energético da água irá gerar o calor no meu corpo e a transmutação dos meus medos, pensamentos negativos, e despertar a presença do “Eu Sou”. Banho de cachoeira para mim desperta a feminilidade, a Deusa Oxum que vive aqui dentro, me sinto mais amorosa, mais confiante no amor, na intuição e no coração, floresce a paixão pela vida. Super recomendo, meus clientes sabem disso.

* Para mim a experiência de banho na água do desgelo no sul do Chile, na montanha Andina de Condor Blanco no período de outono e pela manhã; foi uma das oportunidade de maior desafio à minha mente negativa e limitada, e ao mesmo tempo foi uma das experiências mais fantásticas que meu corpo já sentiu. A capacidade de transmutação que a água nessas condições nos entrega é indescritível. Meu corpo vibrava de energia, a intensidade do frio acionou as forças internas de meu corpo a tal modo que me fez sentir tanto calor, que após o banho eu nem precisava mais de agasalho. Me senti curando e acionando minha Guerreira interior, tudo é possível depois de tal vivencia!

* Banho de imersão em água quente esse é muito especial na intenção de relaxar os corpos, trazer a sensação de aconchego, para mim é especialmente eficaz em limpar as emoções e se for possível fazer a respiração circular de energia melhor ainda! Pode ser numa banheira, piscina, ou rio. Minha primeira sessão de renascimento na água, foi no rio de águas quentinha do sul da Bahia em Piracanga, experiência de muito amor, aconchego e memórias do ventre materno.

respirando

Experiências inesquecíveis que compartilho com você para instigar tua descrença, ou seja, não acredite no que falo, experimente a água em suas diversas possibilidades, se permita essa forma de Renascer; faça de seu cotidiano um rito diário de passagem para um Ser mais livre, mais feliz e mais consciente, e depois me conte como foi!

Grande abraço, com Amor

Lenshari

Retiro de Renascimento em Garopaba

Retiro de Respiração de Renascimento e Práticas de Purificação Espiritual
CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE RENASCIMENTO
de 07 a 15 de outubro de 2017 – Garopaba – SC
Faça sua Inscrição aqui

O Rebirthing ou Renascimento é uma técnica terapêutica e de desenvolvimento espiritual que tem como principal base a prática de sessões de respiração conectada ou circular. Além das sessões de respiração, o rebirthing utiliza em sua abordagem elementos da psicologia espiritual e outras técnicas de purificação espiritual com os elementos da natureza; terra, água, fogo e ar.

A respiração de renascimento é uma poderosa ferramenta de autoconhecimento, autocura e expansão da consciência. Esta técnica simples e eficaz é indicada para aumentar o fluxo da energia vital o que proporciona um equilíbrio dos centros de energia, que gera um estado positivo mental, aumentando o ânimo e melhorando a saúde física. A prática estimula diretamente áreas do cérebro que permitem o acesso a padrões de comportamento subconscientes, promovendo uma liberação memórias celulares, o que possibilita a cura de diversos traumas e promove um maior autoconhecimento. A respiração consciente elava o estado de consciência do praticante, o que permite uma maestria cada vez maior sobre a realidade, aumentando o discernimento, lucidez e responsabilidade.

Com as práticas do renascimento alcançamos um estado crescente de liberdade, alegria, paz, realização em todos os campos e sucesso material, emocional, mental e espiritual.

Este retiro visa ofercer aos seus participantes uma vivência intensiva da técnica do renascimento, o que será feito através de palestras, vivências, sessões práticas de respiração, práticas de purificação espiritual e todas as informações necessárias para utilizar essa poderosa ferramenta de autocura. O retiro também é uma etapa fundamental na formação profissional e aperfeiçoamento de renascedores.

Renascimento. Foto: Marion Rupp
Renascimento. Foto: Marion Rupp

Equipe de Instrução:

O treinamento será liderado por renascedores formadas pela Rebirthing Breathwork International (RBI) e treinados diretamente por Leonard Orr, norte-americano criador da técnica e líder mundial do movimento Rebirthing.
Conheça nossos instrutores:

Mautama Krishnarabi é instrutor de liderança, palestrante e terapeuta holístico. Facilitador de diversos cursos de formação e atividades de autoconhecimento, atua principalmente como coach e mentor de líderes, terapeutas e empreendedores.
Renascedor formado por Leonard Orr, conduz retiros, cursos de formação, seminários e sessões individuais de alta qualidade em respiração de renascimento e diversas outras modalidades de terapia e treinamentos ligados à liderança, gestão e desenvolvimento pessoal com o foco na espiritualidade.
Filósofo por natureza e pesquisador independente por convicção, tornou-se escritor, autor do Livro Jesus e a Lei da Atração e de outros 6 livros sobre consciência e espiritualidade.
É fundador e diretor geral da Escola Líder de Ouro.

Brenda Zen é renascedora formada por Leonard Orr, idealizadora e coordenadora do movimento Rebirthing Garopaba.
Terapeuta holística, naturalista e doula, oferece sessões de renascimento de alta qualidade e conduz o “Seminário de Um Ano”, método de formação e acompanhamento de novos profissionais de respiração de renascimento, na cidade de Garopaba – SC.
Criadora do “Kialong”, uma técnica de alongamento baseada na sabedoria oriental, que aumenta a consciência corporal e facilita o fluxo da energia vital, trazendo aos praticantes benefícios físicos, energéticos, emocionais e mentais. Praticante da alimentação viva e alcalina, ministra cursos e oficinas de culinária detox.
É coordenadora do projeto Maternidade Desperta de acompanhamento de gestantes e pós-parto, e doula na Casa Maré Cheia.

Diene Lenshari é bióloga, buscadora de um entendimento mais profundo do Ser e da Vida, dedica-se a Terapias Naturais desde 2003. Renascedora formada por Leonar Orr, hoje atua como facilitadora de seminários, workshops e retiros de Renascimento. Também realiza atendimentos individuais com sessões de alta qualidade de Renascimento. Membro do Portal Papillon, grupo de pessoas que acreditam na Transformação, Transcendência e Transmutação do Ser.
Mestre em Reiki Tradicional Sistema Usui. Terapeuta no Sistema Florais de Bach pelo Instituto Edward Bach no Brasil. Conhecedora de práticas ancestrais com os quatro elementos da natureza. Formada em Gineterapia – o cuidado da mulher, pela Unipaz, facilitadora de grupos terapêuticos de cura do feminino em Blumenau. Também é facilitadora de cursos de Reiki e de Argilaterapia.
Idealizadora e Fundadora do Espaço Terapêutico Sulis Renascimento em Blumenau.